Realidade Aumentada

O futuro da educação? Livro com realidade aumentada é sucesso em congresso de medicina

O livro exposto no VIII Rinology, em São Paulo, mostra que é possível utilizar recursos digitais em materiais físicos e abre portas para novas formas de estudar.

A curiosidade era geral naquele canto do terceiro andar do imponente prédio WTC, em São Paulo. Os participantes do VIII Rhinology — congresso de otororrinolaringologia que ocorreu entre os dias 28 e 30 de abril — lançavam curiosos olhares sob o par de tablets dispostos em cavaletes de metal, de frente para os livros abertos. “É realmente impressionante”, era a frase mais falada pelos médicos que aproveitavam as pausas entre-eventos para acompanhar a apresentação da novidade.
 
A reação a respeito do livro em questão, “Rinoplastia – Manual Prático”, se deve pelo principal destaque do livro: os recursos em realidade aumentada que emergiam dos que mostravam trechos de técnicas cirúrgicas, resumindo os respectivos capítulos estudados.
 
Para ter acesso ao recurso, basta baixar o aplicativo no smartphone ou tablet e apontar para o lugar descrito. Ao receber a informação, o aparelho passa a mostrar o vídeo em alta resolução do nariz passando pelo procedimento cirúrgico.
 
“Esse é sem dúvidas a pedra fundamental da educação do futuro. Estamos vendo a revolução do ensino e da educação”, diz Marcos Castro, programador da Aumenta Motion Design, responsável pela inclusão da tecnologia na publicação.
Do Pokémon Go às páginas dos livros
O uso da realidade aumentada não é exatamente uma novidade. Desde a criação do game Pokémon Go (no qual o usuário deve “caçar” os monstrinhos virtuais usando o smartphone), vários segmentos passaram a estudar formas de usar a RA como forma de melhorar a interação com o usuário. Livros infantis foram os primeiros a explorar a tecnologia, usando a fantasia para prender atenção das crianças par ao conteúdo..
 
Contudo, ainda são raras as publicações que utilizam a tecnologia como forma de complementar um conteúdo científico em uma publicação brasileira. ‘A intenção é dinamizar o estudo. Quem tiver o manual na mão vai poder acessar esses vídeos de maneira rápida e prática”, afirma Castro.
Essa interação, ele salienta, é apenas o início de uma caminhada que aparenta ser pródiga. “Já temos um projeto de um livro voltado para odontologia que mostra, individualmente, os 28 dentes de um paciente em uma imagem 3D, no qual o estudante pode visualizar cada detalhe anatômico do dente”, diz ele, enquanto mostra em seu smartphone um molar flutuante. “Imagine no futuro você mostrar para as crianças a floresta amazônica, o funcionamento de uma célula ou uma reação química para o aluno em sala de aula?”, projeta.
 
Os autores do livro, Artur Grinfeld e Washington Almeida, corroboram com a visão futurista de Castro. Segundo eles, o livro é sem dúvidas um passo adiante na forma de estudar as técnicas e práticas cirúrgicas de rinoplastia. O que não é pouca coisa. Afinal, a rinoplastia está hoje entre as dez cirurgias mais feitas no Brasil, país que está em segundo lugar em procedimentos estéticos no mundo.
 
“Acredito que estamos dando um passo significativo em direção à formação de profissionais. Tenho para mim que é realmente o início de uma revolução na forma de ensino”, diz Washington Almeida.
Deseja saber mais sobre o livro Rinoplastia – Manual Prático? Clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *