sopro no coracao 23930 l

O que se sabe sobre os sopros no coração?

Os chamados sopros no coração ocorrem por alteração no fluxo sanguíneo, quando o sangue deixa de ter o fluxo laminar passando a ser turbilhonar (pode ser fisiológico, após exercícios extenunantes, ou patológicos) ou na diminuição da viscosidade do sangue (nos casos de anemia, por exemplo). Os sopros são ricos em informações semiológicas, por isso é imprescindível sua investigação minuciosa.

– Situação no ciclo cardíaco: sistólico, diastólico, sistodiastólico ou contínuo. Para essa avaliação é preciso palpar o pulso carotíceo e correlacionar ao sopro.

– Localização: relacionado ao foco de ausculta, que ajuda a determinar a região do coração que está originando-o. A irridiação desse ruído será analisada afastando o estetoscópio do foco para observar até onde o som será audível. Uma estenose arótica, por exemplo, terá um sopro sistólico que irradia para as artérias caórtidas.

– Intensidade: avaliada pelo sistema de cruzes, sendo que a ausência de sopro corresponde a zero cruzes e um sopro máximos, seis cruzes.

– Timpre e tonalidade: ajudam a determinar a origem do sopro. esses sons devem ser classificados em suave, rude, musical, aspirativo, ejetivo ou em ruflar.

Saiba mais sobre o assunto no livro Cardiologia Para Internato. Clique aqui e compre no nosso site!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *